Super Maxi - Pertinho de você

11 lugares onde você não deve aplicar detergente

Entre os vários produtos de limpeza existentes, um que não costuma faltar na casa de ninguém é o detergente. Esse sabão líquido com base neutra é usado comumente para lavar louças, mas acaba, geralmente, tendo outras utilidades no lar. Porém, seu uso nem sempre é adequado.

O correto é usar detergente na remoção de gorduras em superfícies laváveis, mas, vale lembrar ainda que não enxaguar corretamente o resíduo deixado após a aplicação é um problema, pois a superfície ficará embaçada e o material poderá ser danificado.

Neste contexto, você conhece abaixo alguns materiais/lugares que podem sofrer danos ao serem higienizados com o detergente.

1. Máquina de lavar louça

A máquina de lavar louça exige o uso de um detergente específico para este fim, dessa forma, não se deve colocar detergente comum nela.

Ana Paula Barcena, diretora sócia da Natureza & Limpeza, comenta que a máquina de lavar louças tem seu lado positivo, “pois você coloca todas as louças, ela lava e enxágua uma única vez, enquanto na lavagem tradicional existe a necessidade de lavar uma a uma”.

“Estas máquinas foram criadas com detergente ph 7 (desengordurante diferenciado) e exigem também um secante abrilhantador que permite a secagem das peças evitando manchas nas louças”, acrescenta Ana Paula.

Ela destaca que, uma vez que não é usado o detergente correto na máquina de lavar louças, com o decorrer do tempo, ocorre o risco de danificar o mecanismo do equipamento.

Além disso, usando detergente comum na máquina pode acontecer um dilúvio de espumas.

2. Máquina de lavar roupas

Ana Paula explica que nunca deve ser usado detergente comum na máquina de lavar roupas pois “cada detergente tem sua finalidade e detergente de louças não é para roupas… Existe o risco de manchar, deixar o tecido áspero”, diz.

Além disso, pode acontecer um dilúvio de espumas, como no caso da máquina de lavar louça.

3. Tela do computador

Muitas pessoas acabam usando um pouco de detergente para limpar a tela do computador/notebook. Mas isso não é recomendável.

“Detergente se torna um desengraxante. Uma gotinha faz com que acabe embaçando toda a tela e você terá muito mais trabalho para limpar”, esclarece Ana Paula.

4. Superfícies de madeira

Uma dúvida comum é: posso usar detergente para limpar mesas/cadeiras de madeira, por exemplo?

Fábio Malatesta, químico industrial e consultor de empresas de produtos químicos, explica que não é recomendado. “Isso porque existe madeira de inúmeras naturezas. Para alguns tipos pode até ser apropriado o uso de detergente, porém, para outras, não, podendo manchar”, diz.

“O mais adequado é usar lustra móveis, que têm alta compatibilidade com todos os tipos de madeira, e que atua de uma maneira diferente do detergente”, destaca o químico.

5. Vidros e janelas

Malatesta explica que não é “proibido” utilizar detergente para limpar vidros e janelas, porém, não é a opção mais indicada. “Atualmente existe uma infinidade de produtos limpa vidro no mercado. Então, é claro, existem soluções melhores para isso”, diz.

“É preciso lembrar que detergente gera uma grande quantidade de espuma que terá que ser enxaguada com grande quantidade de água. Além disso, dependendo da composição do detergente e, principalmente se ele demorar a ser removido ou não for removido por completo, pode deixar pequenas manchas no vidro”, esclarece o químico.

“Claro que essas manchas são revertíveis, mas ainda assim, o que podemos concluir é que a limpeza com o detergente é muito mais trabalhosa e, além disso, não é a opção mais sustentável (já que precisará ser utilizada muita água para enxague)”, acrescenta Malatesta.

O químico ressalta que o mais indicado é usar um limpa vidros. A limpeza será feita com mais rapidez, o produto secará mais rápido e não deixará manchas.

6. Azulejo da piscina

Malatesta explica que até é possível usar detergente para limpar azulejos da piscina, mas isso não é muito recomendado. “Na borda da piscina costuma juntar gordura dos corpos, suor, resquícios de protetor solar, bronzeador, condicionador etc… E isso o detergente, de fato, vai limpar, porém, fará espuma que, naturalmente, ficará na própria piscina”, esclarece.

“Existem produtos que não farão espuma, então são mais indicados para esse tipo de limpeza”, acrescenta.

7. Paredes com cal

Malatesta explica que tentar limpar uma mancha na parede com cal com detergente pode ter um efeito negativo. “Pois o detergente vai remover a mancha, deixando uma marca que vai se destacar em relação ao restante da parede (ou seja, aquele local onde foi aplicado vai ficar mais branco)”, diz.

8. Sofás e almofadas

Vale lembrar que o detergente gera espuma e, por isso, exige enxague. “Sofás, almofadas possuem espuma, são itens que não se pode enxaguar”, diz.

9. Carro

Nunca se deve utilizar detergente para a lavagem do carro. “Detergente comum não é amigo da pintura do carro e pode danificá-la”, destaca Ana Paula.

10. Pele

É claro que lavando louças sem luvas as mãos da pessoa acabam tendo contato direto com o detergente. E isso não gerará grandes problemas. “No mercado não pode haver nenhum detergente que não seja neutro, todos estão de acordo com as leis da Anvisa”, comenta Malatesta.

Porém, conforme explica o químico, com isso, é natural que ocorra uma perda maior de gordura da pele da mão, ainda mais quando em contato também com água quente… Mas nada além disso.

“A recomendação, então, é usar, preferencialmente, luvas para lavar a louça, para evitar ressecamento da mão, evitar que algum possível corte arda etc.”, destaca Malatesta.

Porém, vale destacar que o detergente nunca poderá ser usado para lavar outras partes do corpo (no banho, por exemplo, no caso de um local em que não tenha sabonete). Pois extrairá em excesso a gordura do corpo e, além disso, poderá entrar em contato com partes íntimas do corpo (que pedem muito cuidado).

É importante ainda evitar lavar as mãos com detergente (quando não estiver lavando louças), exatamente para evitar o ressecamento da pele. Existem no mercado sabonetes próprios para a lavagem das mãos e esses são os produtos mais adequados neste caso.

11. Animais de estimação

Embora não seja algo totalmente “proibido” e algumas pessoas até tenham este hábito, vale lembrar que dar banho no animal de estimação com detergente não é muito recomendável.

Ana Paula comenta que conta a lenda que detergente de cozinha elimina pulga. “Diz-se que misturar uma colher com água morna e uma colher de sopa de café de detergente (necessário detergente neutro e sem corantes), esfregando bem os pelos do seu animalzinho, solta a pulga”, diz.

“Quem fizer isso deve tomar muito cuidado com os olhos do animal. Deve-se ensaboar e enxaguar uma vez por dia durante três dias, pois sabão rompe as membranas celulares da pulgas e remove a cera de proteção… A pulga não consegue reter a água e morre de desidrata”, acrescenta.

Porém, ressalta Ana Paula, é muito importante consultar um veterinário antes de fazer isso. E o mais indicado e seguro, claro, é usar os xampus adequados para um animal de estimação – existem inúmeras opções no mercado!

Dicas de Mulher


Veja Mais

Petiscos + bebidas + amigos Ideal para o fim de semana


Dicas para Limpar vidros


Dia dos Pais!

Super Maxi - Pertinho de você

Super Maxi - Pertinho de você